Publicidades

CASO GEO: Secretário diz que escolas estaduais estão preparadas para evitar abusos

As escolas estaduais da Paraíba estão preparadas para evitar casos de estupro contra alunos, como os que ocorreram no Colégio Geo Tambaú, em João Pessoa, onde quatro adolescentes e um homem são suspeitos de abuso sexual contra pelo menos três crianças estudantes da escola. A afirmação é do secretário de Educação do Estado, Aléssio Trindade.
Segundo o secretário, o Estado vem promovendo o fortalecimento da comunidade escolar, trazendo cada vez mais os alunos para o convívio dentro da escola e incluindo os próprios alunos nas decisões que são tomadas pelos gestores.
“Nós fortalecemos muito a cogestão nas escolas. Temos em todas as salas líderes de turma, que se reúnem semanalmente com a gestão escolar e discutem os problemas da escola. Em paralelo, abrimos a Ouvidoria e temos um avanço na educação socioemocional, na cultura da paz e o anti bullying. Estamos criando uma comunidade escolar que não permite que isso aconteça, mas se acontecer temos canais para agir rápido e com muita transparência”, falou o secretário.
Ainda conforme o secretário, a participação dos pais na vida escolar dos filhos é preponderante para evitar casos como os que ocorreram no Geo. “Outro aspecto importante é a participação dos pais na escola. Saber como a escola funciona, estar presente nas reuniões escolares, ter a sua vigilância e ter um canal com a direção escolar”, disse.

Como denunciar

Alunos que se sentem vítimas de abuso sexual na escola ou sofre bullying e se sentem constrangidos de relatar os casos a professores podem denunciar a situação anonimamente através do e-mail ouvidoria@see.pb.gov.br.
As denúncias também podem ser feitas nas gerências regionais de ensino e através do Instagram da Secretaria, @educacaogovpb.
“No Instagram, temos uma equipe que lê tudo que é colocado lá e encaminha todas as demandas. De pronto, vindo por qualquer um dos canais, agiremos o mais rapidamente possível”, concluiu o secretário.
Portal Correio