Publicidades

Comandante da PM admite proibição de músicas “com apologia ao crime” no Carnaval da PB

O comandante geral da Polícia Militar da Paraíba, Coronel Euler Chaves, revelou que deve procurar representantes do Ministério Público da Paraíba a fim de tratar de uma medida preventiva de violência a ser implantada nas próximas prévias carnavalescas da capital do Estado. Segundo ele, para o Folia de Rua 2020 deverá vigorar a proibição de músicas que façam apologia ao crime.
“Tivemos alguns problemas no decorrer da passagem de alguns trios elétricos com detalhes que estão sendo pinçados pelos setor estratégico para que nas próximas vezes nós possamos tratar com o Ministério Público e fazer a contenção até de determinadas músicas que façam apologia ao crime”, disse Euler.
A Secretaria de Segurança e Defesa Social mobilizou cerca de 9 mil agentes públicos, entre policiais civis e militares, bombeiros e agentes do Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran/PB) para o Folia de Rua e Carnaval da Paraíba. Equipamentos como drone, sinalizadores de lazer e câmeras de monitoramento também têm sido usados para inibir a ação de criminosos durante os festejos carnavalescos.
Do total de 9 mil agentes públicos, 3 mil foram mobilizados somente nas prévias carnavalescas e outros 6 mil durante o carnaval.
Parlamento PB