Publicidades

Morte por Gripe H1N1 em São Bento-PB


Em 2019, a Paraíba registrou duas mortes que podem ter sido causadas pela gripe H1N1, conforme informado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), no último dia (7) de maio. O estado faz parte da campanha nacional de imunização contra a gripe.

De Acordo com a SES, foram notificados quatro mortes com suspeita de influenza. Desses, as duas em que há a suspeita de H1N1 (influenza A) foram registradas no mês de maio.

A Secretaria foi notificada no dia 1º de maio, após a morte de uma criança de quatro anos, que morava no município de Alagoa Nova, no Agreste da Paraíba. Já a segunda morte por suspeita de H1N1 foi notificada no último sábado (4). A vítima foi um homem de 45 anos, morador do município de São Bento, no Sertão do Estado.

As Outras duas notificações de mortes em que há a suspeita de terem sido causadas pela Influenza foram registradas em João Pessoa e em Campina Grande. A SES informou ainda que, apenas este ano, 102 casos de influenza já foram notificados.

Segundo a SES, a cobertura vacinal contra a Influenza era de 43,73%. A campanha nacional de imunização segue até o dia 31 de maio. A doença é caracterizada por uma infecção aguda do sistema respiratório.

A vacina protege contra três tipos do vírus – H1N1, H3N2 e influenza B – e é voltada, especialmente, para os grupos prioritários, que incluem crianças e idosos.

Conforme a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Talita Tavares, outras medidas de prevenção podem ser adotadas, como higienizar as mãos com água e sabão ou álcool gel; evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies possivelmente contaminadas, como corrimão, bancos e maçanetas; e manter hábitos de alimentação saudáveis.
G1PB