Publicidades

Confira as dicas para fazer uma boa redação e tirar o Enem de letra

Há praticamente cinco meses da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), estudantes devem focar seus esforços na redação e em revisar o conteúdo está é a principal orientação de especialistas. Confira algumas dicas para ajudar a estudar de forma efetiva para as provas que serão aplicadas em novembro.
Redação – Este é o ponto fundamental para ter sucesso no Enem. “A redação é muito valorizada na composição da nota”, diz professora língua portuguesa e produção textual do colégio Mopi Tatiana Nunes. Uma nota baixa na redação derruba todas as notas. “O peso do texto é grande no exame e os alunos devem estar atentos nisso”.
O primeiro passo para conseguir redigir uma boa redação é, segundo Tatiana, ler. “É fundamental que o estudante leia para ter um bom repertório cultural”.
“A redação é um divisor de águas, independente da área escolhida, exatas, humanas ou biológicas”, avalia Paulo Henrique Menezes, o idealizador da Escola de Apoio Meu Dever de Casa.  “O hábito da leitura é fundamental, oriento que o estudante leia as principais notícias do dia, escreva um pequeno resumo e no sábado produza uma redação sobre um desses temas, uma forma de ler, se manter bem informado e treinar o texto”.

Assuntos da atualidade são apostas de temas para a redação. “Claro, estamos em um ano marcado por muitas mudanças, mas assuntos que estão em destaque merecem atenção”, observa Tatiana. Para a professora, questões como depressão, suicídio, bullying e meio ambiente são possíveis apostas de temas.
Entender o enunciado e saber o que o exame pede é o ponto de partida para escrever um bom texto. “Organizar bem as ideias na redação, saber conectar as informações e os parágrafos são fundamentais para um texto coeso e coerente”.
Revisão & Dicas – Não adianta querer aprender o conteúdo do ensino médio em apenas cinco meses. “Agora é hora de revisar o conteúdo, refazer as provas de anos anteriores”, observa Menezes. “Quem é de exatas, vale fazer exercícios e de humanos o foco é na leitura e interpretação de texto”.
Para os professores, os estudantes devem dedicar ao menos 4 horas por dia para a revisão de matérias. Deixe o celular de lado e atenção total ao conteúdo. “É importante fazer um intervalo para descansar um pouco, isso ajuda a gravar melhor o conteúdo”, orienta Menezes.
Caminhada e atividades físicas são fundamentais para liberar endorfina. Um estudante mais relaxado se concentra melhor e rende mais.

R7