Publicidades

Barragem se rompe e atinge duas cidades na Bahia

A barragem do Quati, na cidade de Pedro Alexandre, a 450 km de Salvador, na Bahia, se rompeu na manhã desta quinta-feira (11) após chuvas que atingiram a região. O transbordamento atingiu o município vizinho Coronel João Sá. Juntas, as duas cidades têm aproximadamente 35 mil moradores.
Pelo menos três casas ficaram inundadas no município de Pedro Alexandre, e a cidade segue ilhada, de acordo com a coordenadora da Defesa Civil do município, Carla Leão. “O nível d’água já abaixou no povoado de Quati, mas a nossa maior preocupação é com a cidade de Coronel João Sá”, disse.
De acordo com o superintendente técnico adjunto estadual da Defesa Civil, Vitor Gantois, devido ao alto volume de água, a barragem ultrapassou o limite e transbordou. “Ela está com as ombreiras vazando e com isso a água e lama chegaram ao município de Coronel João Sá”, afirmou.
Segundo Gantois, a retira das famílias de Coronel João Sá ocorreu após o aviso do rompimento da barragem. “Fazemos um apelo para que a população atenda aos alertas da Defesa Civil para que as pessoas deixem suas casas. É uma medida preventiva que precisa ser atentida”, diz o superintendente.
Por meio das redes sociais, o prefeito de Coronel João Sá, Carlos Augusto Silveira Sobral (MDB), também pediu para que os moradores saíssem de suas casas, pois “não sabe ainda das consequências (do rompimento da barragem), porque nunca passamos por ela”. Disse, ainda, que “desde cedo está monitorando e falando com todos os secretários, justamente para tentar amenizar e ajudar no que for preciso”.
A ANA (Agência Nacional de Águas) afirmou, por meio de nota, que a barragem Quati é de responsabilidade do governo da Bahia. Disse, também, que tomou conhecimento do rompimento, mas, por se tratar de um rio estadual, a “fiscalização desse açude não compete à ANA, e sim à autoridade competente no Estado da Bahia”.
Procurado pela reportagem, o governo da Bahia ainda não se pronunciou.