Publicidades

Dirigentes do Flamengo embarcam para negociar com Balotelli na Europa

Olho nos olhos e sem rodeios. O Flamengo deu um passo adiante e seguiu para Europa com a estratégia definida para contratar Mário Balotelli. O vice de futebol, Marcos Braz, o diretor executivo, Bruno Spindel, e o advogado Marcos Motta partiram em comitiva ao Velho Continente com reuniões marcadas pelo atacante italiano. Rodolfo Landim deu o aval para que sejam feitos esforços pela negociação.
O sinal verde do presidente, por sinal, era a ponta que faltava ser amarrada para que o Flamengo intensificasse os esforços por Balotelli. Braz e Spindel convenceram o mandatário de que o investimento vale a pena pela qualidade técnica e tudo que envolve o Super Mário, apesar do comportamento explosivo fora das quatro linhas.
Pelo desfecho positivo, o Flamengo trabalha para evitar contratempos e mal-entendidos, e colocará na mesma mesa todas as partes envolvidas. Além de Balotelli, estarão Mino Raiola e Andrea Catolli, empresários que disputam o poder de ditar os rumos da carreira do atacante que completou 29 anos nesta segunda-feira.
A expectativa entre as partes é de que as conversas tenham um desfecho breve, seja positivo ou negativo. O Flamengo não quer que uma nova novela se desenrole em cenário europeu. A previsão é de dois dias de reuniões.
A contratação de Balotelli é apontada como, de longe, a mais complicada de todas as ações do Flamengo no mercado nesta temporada. Por outro lado, o sucesso da dupla Braz / Spindel nas imersões europeias é visto como um fator positivo.
O mochilão chegou ao seu terceiro e último capítulo na temporada 2019. Agora, para voltar ao Brasil com o presente mais pesado na bagagem.