Publicidades

Pesquisa exclusiva: 92% querem o fim do auxílio-moradia para parlamentares


Levantamento exclusivo realizado em todo o território nacional pelo Paraná Pesquisa para o site Diário do Poder e esta coluna mostra que é quase unânime a repulsa ao tal auxílio-moradia para deputados e senadores: 91,7% dos entrevistados são contrários ao pagamento desse tipo de ajuda financeira aos parlamentares, que levam R$5 mil para casa, além do salário de R$33,7 mil. Sem contar penduricalhos.

Entre os pesquisados, apenas 4,4% concordam com o pagamento de auxílio moradia para deputados e senadores.
A rejeição maior ao auxílio-moradia está e entre homens: 93,4%. Também é expressiva a repulsa dos jovens de 16 a 24 anos: 88,4%.
Parlamentares podem optar por ocupar um apartamento funcional ou receber cerca de R$5 mil de auxílio-moradia para pagar aluguel.
O Paraná Pesquisa ouviu 2.082 brasileiros nos 26 Estados e no DF, entre 5 e 9 de agosto. A margem de erro é de 2%.