Publicidades

Tião Gomes diz que gestão do secretário Geraldo Medeiros revoluciona a saúde da Paraíba

O deputado estadual Tião Gomes (Avante) está confiante no trabalho que vem sendo desenvolvido pelo novo secretário estadual de Saúde Geraldo Medeiros. De acordo com o parlamentar, o médico já demonstrou competência em funções públicas que ocupou ao longo de sua vida profissional, a exemplo da gestão do Hospital de Trauma de Campina Grande, onde foi diretor e mudou positivamente a realidade da unidade hospitalar.
A declaração de Tião Gomes aconteceu durante a audiência pública realizada nesta quarta-feira (14), onde o secretário de saúde prestou contas da pasta, através da apresentação de um relatório do 1º quadrimestre no plenário José Mariz, da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).
Tião Gomes reconheceu o bom trabalho executado pelo secretário que assumiu o cargo há quatro meses, mas, já soma diversas conquistas e melhorias importantes na saúde pública.
“Falo do reconhecimento dos avanços da saúde na Paraíba, porque esse desafio não é fácil. Mas, é visível que a gestão do médico Geraldo Medeiros é revolucionária, comprometida com a sociedade e aberta ao povo paraibano. E isso não é surpresa, pois a competência do Doutor Geraldo já era conhecida através do grande trabalho que ele realizou no Trauma de Campina Grande. Registro meus parabéns a esse competente gestor da nossa saúde estadual que atende a todos sem distinção e que em pouco tempo mudou a Saúde da Paraíba da água para o vinho”, pontuou Tião Gomes.
O deputado ainda disse que o governador João Azevêdo está acertando nas suas escolhas para gerir pastas importantíssimas da administração estadual. “Existem erros, existem. Mas há muitos avanços que têm que ser reconhecidos”, disse.
Durante a audiência pública, Geraldo Medeiros destacou as principais ações realizadas pelo Governo do Estado no período, entre as quais a formalização da Rede Cuidar, que passou a ser gerida exclusivamente pela Secretaria de Estado da Saúde; 10 programas de residência; e habilitações pelo Ministério da Saúde do Hospital do Bem e de 40 leitos de UTI (30 no Hospital Metropolitano e 10 no Hospital Geral de Mamanguape).
Para Geraldo Medeiros, a agenda realizada hoje na Assembleia é um instrumento de aproximação do gestor público com o cidadão paraibano. “Esse é o palco ideal para prestação de contas já que estamos na Assembleia, casa dos representantes do povo. Nada melhor do que essa casa para discutir, debater e atender os anseios da população e responder ao questionamento dos deputados”, ressaltou.