Publicidades

Adriano Galdino decreta morte da relação entre Ricardo e João e, revela ter recebido convites para mudar de partido

O Presidente da Assembléia Legislativa, deputado Adriano Galdino falou sobre a crise no PSB, para ele João e Ricardo “estão rompidos definitivamente”
“Acho difícil que haja resolução, acho que não tem mais cura, estão rompidos infelizmente, com essa divisão quem perde é o povo paraibano”. Segundo o deputado não há mais confiança entre Ricardo e João Azevedo. Ainda sobre a crise no PSB, o parlamentar disse que Ricardo Coutinho “fez um movimento de desunião”, começou com o gesto de Ricardo em assumir a presidência do partido. “Se ele tivesse dialogado, tudo isso teria sido resolvido”,  e que para tentar resolver a crise ele [ Ricardo Coutinho] deve ter a “capacidade de falar que errou e tentar consertar o erro.” comentou.
Adriano Galdino deu a entender ainda que todos os parlamentar do PSB tem magoas de Ricardo Coutinho
“Desse povo todinho do PSB eu sou o único que não tem magoa de Ricardo, porque quando ele veio me magoar, eu disse perai meu amigo, antes dele me magoar, na hora que ele quis me tratar mal eu parti pra cima dele e dai por diante nós tivemos uma relação tranquila.”
Questionado sobre em que lado ficaria quando houver a “divisão no PSB provocada por João e Ricardo”, Galdino se limitou a dizer que  “quando houver a divisão” ele se posiciona-rá,  mas enfatizou que a legenda nacional vai ter que “escolher entre João e Ricardo”.
O parlamentar comentou que vem sendo convidado por outros partidos a mudar de legenda e que se a briga no PSB continuar ele sai do partido. E falou o nome de quatro partidos que fizeram o convite, são o PTB, Patriota, Avante e PRB.
“Recebi convites destes outros partidos, mas disse que só vou se for para ser presidente e todos eles me garantiram que me cederiam a presidência, destacou.”
Eleições de 2020
Para Adriano Galdino, o nome de maior força para disputar as eleições em João Pessoa ainda é Ricardo Coutinho, mas não acredita que mesmo ele sendo candidato a prefeito de João Pessoa acabe com a crise entre ele e o governador João Azevedo.