Publicidades

Deputado Trócolli Jr. tem telefone clonado e bandido pede transferência bancária de R$ 10 mil


O deputado estadual Trócolli Jr. teve o seu telefone clonado, nesta quinta-feira (28). De acordo com informações, o bandido pediu a um amigo do deputado uma transferência de R$ 10 mil .
O bandido diz na ação que precisa fazer uma transferência de R$ 10 mil, porém não consegue realizar, pois o seu limite de R$ 50 mil já foi atingido para o dia. 
O homem pede para que a transferência seja realizada na conta de duas pessoas R$ 5 mil em cada. 
Trócolli Jr. foi o terceiro deputado em menos de 24 horas que teve seu celular clonado. Nesta quarta-feira (27), os deputados Lindolfo Pires e Walber Virgulino e denunciaram os crimes. 
A clonagem de telefones é um dos crimes mais recorrentes nos últimos anos e tipificada no Código Penal como Adulteração do IMEI - número de Identificação Internacional do equipamento, que tem punição de reclusão, de um a três anos, e multa não só para quem adulterar o número do aparelho, mas também para quem comercializar aparelhos alterados.
CLICK PB