Publicidades

Moro chega a João Pessoa e manifestará apoio ao trabalho do Gaeco


O ministro Sérgio Moro (Justiça) faz visita à Paraíba nesta segunda-feira (17). O evento não consta na agenda oficial do auxiliar do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). A vinda à Paraíba tem entre os seus objetivos manifestar apoio ao trabalho do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Uma entrevista coletiva foi marcada para as 11h e será acompanhada pelo procurador-geral do Estado, Seráphico da Nóbrega.

A vinda de Moro à Paraíba ocorre um dia antes de o Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgar o recurso do Ministério Público contra decisão que resultou na soltura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), no ano passado. Ele, junto com outras 16 pessoas, foram alvos de mandados de prisão na operação Calvário. Ocorre também dias depois da autorização para a formação do Gaeco do Ministério Público Federal, na Paraíba.

Em relação ao Gaeco do MPPB, o órgão tem entre as operações mais recentes a Calvário,  que tem contratos do governo do estado e da prefeitura de João Pessoa, durante gestões do PSB, entre os alvos. Ela conta com a participação também da Polícia Federal, que está sob o comando da pasta dirigida por Sérgio Moro.

Leia mais no O ministro Sérgio Moro (Justiça) faz visita à Paraíba nesta segunda-feira (17). O evento não consta na agenda oficial do auxiliar do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). A vinda à Paraíba tem entre os seus objetivos manifestar apoio ao trabalho do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Uma entrevista coletiva foi marcada para as 11h e será acompanhada pelo procurador-geral do Estado, Seráphico da Nóbrega.

A vinda de Moro à Paraíba ocorre um dia antes de o Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgar o recurso do Ministério Público contra decisão que resultou na soltura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), no ano passado. Ele, junto com outras 16 pessoas, foram alvos de mandados de prisão na operação Calvário. Ocorre também dias depois da autorização para a formação do Gaeco do Ministério Público Federal, na Paraíba.

Em relação ao Gaeco do MPPB, o órgão tem entre as operações mais recentes a Calvário,  que tem contratos do governo do estado e da prefeitura de João Pessoa, durante gestões do PSB, entre os alvos. Ela conta com a participação também da Polícia Federal, que está sob o comando da pasta dirigida por Sérgio Moro.

Leia mais no Jornal da Paraíba