Publicidades

Paraíba registra mais de uma nota mil na redação do Enem

A Paraíba tem pelo menos duas estudantes com nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As informações são confirmadas por meio de boletins de duas estudantes de 16 e 21 anos do estado.
Porém, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou que apenas uma pessoa teria conquistado o resultado e não explicou se houve erro ou divergência de dados com a Secretaria de Educação da Paraíba.
Conforme a assessoria de comunicação do Inep, apenas a estudante Damirys de Fátima Machado Maciel, 16 anos, aluna do GEO Tambaú, em João Pessoa, alcançou nota mil na redação do Enem na Paraíba. A Secretaria de Educação da Paraíba divulgou que Carolina Alves dias, de 21 anos, da rede pública estadual de ensino, da cidade de Coremas (PB), também teve o mesmo resultado.
Na galeria abaixo estão os boletins editados para preservar dados pessoais, mas com a confirmação da nota da redação do Enem das duas estudantes da Paraíba. Para ampliar, clique em cada foto. 
Por mais de duas semanas, o Inep foi procurado pelo Portal Correio para explicar se houve erro ou divergência de dados na divulgação dessas informações, mas respondeu apenas que “prevalece o que foi divulgado oficialmente para a imprensa”. O instituto se refere ao texto divulgado no dia 17 de janeiro deste ano informando a quantidade de notas mil na redação do Enem em todo o país. Leia abaixo na íntegra.
“Redações nota 1.000: mulheres são maioria e Minas Gerais lidera entre estados
Três das cinco regiões do país tiveram textos com pontuação máxima: Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste
As mulheres escreveram 32 das 53 redações nota 1.000 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. A mais de meia centena de autores dos textos com avaliação máxima tem idades que variam de 16 a 28 anos. São de três regiões do país, espalhados por 15 estados e o Distrito Federal.
As redações com nota máxima são de estados do Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste: Alagoas (2); Bahia (1); Ceará (6); Distrito Federal (2); Espírito Santo (1); Goiás (4); Maranhão (1); Mato Grosso do Sul (1); Minas Gerais (13); Paraíba (1); Pará (2); Pernambuco (1); Piauí (2); Rio Grande do Norte (6); Rio de Janeiro (6); São Paulo (4).
O tema desta edição foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. O texto deveria ser do tipo dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas, desenvolvido a partir da situação-problema proposta e de subsídios oferecidos pelos textos motivadores.
Nota zero – Redações com menos de sete linhas recebem nota zero, assim como as que reproduzem integralmente trechos dos textos motivadores e de itens do Caderno de Questões.
Enem – O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. Vinculado ao Ministério da Educação (MEC), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplica as provas desde 1998. Hoje, o Enem é o segundo maior exame do mundo de acesso à educação superior. Os resultados permitem, ainda, o desenvolvimento de estudos e indicadores educacionais”.
A Secretaria de Educação da Paraíba informou que a responsabilidade desses dados é do Inep porque o boletim da estudante da rede pública é emitido pelo Instituto, não pelo Estado.
Estudantes nota mil
Carolina concluiu o curso técnico de Aquicultura em 2015 na Escola Cidadã Integral Técnica Nobel Vita, em Coremas, no Sertão da Paraíba. Em sua quarta tentativa, ela contou que, mesmo como aluna egressa, nunca parou de estudar, sempre com o foco em alcançar o tão sonhado curso de Direito.
“Mesmo eu já tendo terminado o ensino médio, nunca deixei de me dedicar, estudava muito em casa, no cursinho que eu fazia e as aulas do Se Liga no Enem. Não é porque eu saí da escola que eu parei de pegar conteúdo. Tinha uma rotina de estudos de 10h por dia. A plataforma Se Liga No Enem foi fundamental para o meu desempenho na prova do Enem. Foi excelente, o conteúdo deles é sensacional”, comentou.
A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia da Paraíba registrou 267 estudantes com desempenho acima de 900 pontos na redação do Enem 2019, sendo destes nove alunos com 980 pontos. Os nove estudantes foram homenageados na manhã do dia 20 de janeiro pelo governador João Azevedo (Cidadania) durante solenidade de posse dos mil professores aprovados no último concurso, e receberam certificados.
Já Damirys disse que conseguiu obter a nota máxima na redação defendendo o acesso a sétima arte como essencial para o crescimento das pessoas e uma ação muito importante para a sociedade contemporânea.
“Eu gosto de estudar e acho importante ter foco nos estudos e desta forma os resultados chegam naturalmente. O método AZ de estudos do GEO e outros recursos disponibilizados pelo colégio também fez muita diferença nessa conquista”, afirmou a estudante do GEO Tambaú, em João Pessoa, que pretende cursar Jornalismo.
Erros no Enem
A Comissão de Educação do Senado aprovou convite para uma audiência com o ministro da Educação Abraham Weintraub para detalhar os problemas ocorridos na edição de 2019 do Enem. Ele poderá falar aos senadores no dia 11 de fevereiro
Inicialmente, a ideia do senador Randolfe Rodrigues ( Rede-AP), autor do requerimento, era convocar o ministro, mas a comissão preferiu o convite. Caso ele não compareça, os senadores do colegiado não descartam a possibilidade de convocá-lo.
Depois de reclamações de estudantes, o Inep, responsável pela realização do Enem, reconheceu que foram encontrados casos de inconsistências na correção de provas do exame.
O erro, segundo o Inep, afetou exatamente 5.974 de candidatos, 0,15% dos 3,9 milhões de inscritos que fizeram as provas em 3 e 10 de novembro, e foi provocado pela gráfica responsável pela impressão da prova. O resultado foi divulgado após reparação das notas.
*Com informações do R7