Publicidades

Vinte e dois prefeitos paraibanos anunciam desfiliação do PSB


Vinte e dois prefeitos paraibanos se reuniram na manhã desta sexta-feira (31), em João Pessoa, para anunciar a desfiliação do PSB. A decisão aconteceu de forma coletiva depois que os gestores analisaram os últimos acontecimentos envolvendo a legenda nas investigações da ‘Operação Calvário’, comandada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba (MPPB), que apura fatos que se enquadram no que já é considerado o maior esquema de corrupção da Paraíba.
Em carta divulgada, os gestores citam falta de diálogo e o processo adotado para mudança da direção estadual. Durante o encontro, os prefeitos destacaram que se filiaram à sigla por acreditar em um projeto político que tinha a missão de promover mudanças estruturais na Paraíba, levando desenvolvimento e melhorando a qualidade de vida da população.
Conforme os prefeitos, todas as decisões do partido foram tomadas sem diálogo, sem ouvir aqueles que estavam na ponta, dentro dos municípios. “Sem um processo onde todos têm voz e vez, não há construção partidária e não entramos no PSB para não sermos ouvidos”, destacaram os gestores na carta divulgada.
Os prefeitos reafirmaram ainda apoio ao governador João Azevêdo, garantindo que aguardam a decisão de filiação partidária para acompanhar o chefe do Executivo estadual. Além disso, os gestores lembraram que este é um ano eleitoral e que não podiam defender um partido que não faz parte do projeto que eles acreditam.
“Seguimos com o projeto que lutamos para virar realidade e que vem promovendo mudanças importantes no nosso estado”, conclui o texto dos prefeitos.