Publicidades

Jovem tem pai morto em Patos quando criança e se vinga 10 anos depois


A explicação para a morte do carroceiro Glaydson Ferreira Silva, conhecido por Gley, de 30 anos, morto na tarde deste sábado, dia 18, por volta das 16h, em Patos, veio tão logo a Polícia Militar, minutos após o crime, prendeu a dupla responsável pelo assassinato. O crime ocorreu na Rua do Prado, no bairro da Liberdade, na BR-361, saída para Piancó.
Segundo informações, os jovens Mateus e Francisco Edson praticaram o homicídio. O primeiro teria dito que matou Glaydson para se vingar da morte do pai que teria sido morto por ele 10 anos atrás pelo próprio Glay. 
Mateus hoje tem 20 anos e na época era apenas uma criança.
O pai de Mateus também era carroceiro e teria sido morto por Glay por conta de um desentendimento por causa de um animal, segundo informações colhidas pela reportagem.
Mateus teria passado toda a infância fazendo a promessa de vingança e com o desejo fixo de morte no coração.
Para isto, teria convencido o primo que também foi preso juntamente ele para praticarem a ação. Ainda não está claro quem foi o executor, mas o crime foi manchado de ódio já que Glay morreu com tiros e golpes de faca.
A dupla foi presa minutos depois por Guarnições do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) prenderam os suspeitos próximo ao Condomínio Vilas do Lago.
A vítima já tinha sido vítima meses atrás de uma tentativa de homicídio no Conjunto dos Sapateiros quando transitava em sua carroça, e em outra ocasião uma tentativa próxima a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), bem próximo onde o assassinato deste sábado foi consumado
A Polícia Civil agora irá investigar se os três crimes foram praticados pelos mesmos.
Este é o sexto homicídio praticado somente no mês de abril em Patos. Já são 14 assassinatos registrados no ano na cidade.
Portal 40 Graus