Publicidades

Ministério da Justiça 'não confirma' demissão de Moro


A Assessoria do Ministério da Justiça afirmou, às 15h10 desta quinta-feira (23), que o pedido de demissão do ministro Sergio Moro "não está confirmado".
A requisição de Sergio Moro para deixar o cargo, relatada por diversos veículos da imprensa nesta quinta-feira, foi relatada após o anúncio da troca do comando da Polícia Federal
O deputado federal capitão Augusto (PL-SP), próximo do ex-juiz da Lava Jato, disse à UOL que tem uma reunião marcada com o ministro da Justiça para a próxima terça-feira e que, por volta das 15h30 de hoje, confirmou o encontro com o próprio Sergio Moro.
"Fiz contato agora pouco para saber se mantém a agenda, está mantida, não pediu demissão", disse capitão Augusto à reportagem.
Nesta quinta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro disse em reunião com o ministro Moro que quer tirar o comando da Polícia Federal de Maurício Valeixo. Valeixo foi escolhido por Moro quando assumiu a pasta e é um nome de confiança do ex-juiz da Lava Jato. 
O ministro então teria dito que, caso Valeixo fosse tirado do cargo, ele sairia do ministério.
Até o momento, nem Jair Bolsonaro nem Sergio Moro se pronunciaram oficialmente sobre o caso.