Publicidades

Deputada Pollyanna propõe destinação de R$ 500 mil para o Nutes da UEPB

A deputada Pollyanna Dutra propôs, por meio do Projeto de Indicação nº 439/2020, a destinação de R$ 500 mil do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza no Estado da Paraíba (Funcep-PB) para o Núcleo de Tecnologia e Estratégia em Saúde da Universidade Estadual da Paraíba (Nutes). Reconhecido nacional e internacionalmente, o Núcleo possui iniciativas que envolvem desde a criação de aplicativos até o desenvolvimento de respiradores. Para a parlamentar, que promoveu uma reunião com o Núcleo nesta terça-feira (26), no âmbito da CCJ, a política e a ciência precisam se associar para dar as respostas necessárias nesse período de pandemia.
“O Nutes é uma das instituições de maior destaque no Brasil, inclusive com reconhecimento internacional, e está localizado em nossa UEPB, é fruto do nosso estado! Precisamos incentivar e investir na nossa comunidade científica, que tem toda a propriedade para dar as respostas nesse período tão desafiador”, disse. “Os produtos desenvolvidos pelo Nutes podem permitir que ações de contenção da pandemia sejam aplicadas de forma planejada e organizada, evitando que a doença se espalhe numa velocidade maior que o nosso sistema de saúde comporta”, acrescentou.
Para a parlamentar, além de auxiliar nas ações já desenvolvidas, incentivar as atividades do Nutes nesse período de pandemia poderá promover uma drástica redução nos gastos estaduais em compra de tecnologias para o combate ao novo coronavírus. “O Nutes desenvolveu um respirador da mais alta complexidade com um valor dezenas de vezes menor do que o praticado pelo mercado. É preciso olharmos para o lado e vermos que as respostas precisam vir dos nossos ambientes de produção científica, que estão trabalhando incessantemente nesse período de pandemia”, alertou.
Pollyanna Dutra ainda acredita que, com a associação da ciência com a política, será possível desenvolver estratégias assertivas nesse momento de combate ao novo coronavírus. “Hoje, o combate à COVID-19 está muito focado no tratamento ao doente em estado avançado. Porém, se houver uma maior interação com a comunidade científica, será possível que outras estratégias sejam adotadas, visto que o problema precisa de ações que evitem sua propagação”, pontuou.
Reunião do Nutes com a CCJ
Na manhã desta terça-feira (26) o coordenador do Nutes, professor Dr. Misael de Morais, participou de uma reunião no âmbito da CCJ, a convite da deputada Pollyanna Dutra. Na oportunidade, além de apresentar todo o Núcleo, o professor ainda dialogou com os parlamentares para que o Legislativo estabeleça, em conjunto com a ciência, estratégias para o combate à Covid-19. “A política precisa estar aliada à ciência. Nós não temos as respostas necessárias. No período pós-pandemia, precisaremos ter estratégias e clareza dos nossos interesses e a pauta terá que viabilizar melhor as nossas instituições e dar mais autonomia para que as nossas instituições científicas deem as nossas respostas”, destacou Dutra.
Para o professor Dr. Misael de Morais, coordenador do Nutes, o diálogo com a política é fundamental para que as nossas universidades consigam ser assertivas nesse momento de pandemia e em outros momentos da nossa sociedade. “Agradeço a oportunidade e lembrem-se: só na idade média a gente atribuía as maldades e as coisas a mitologias e crenças religiosas. Temos que trabalhar focados em evidências da ciência mesmo para poder dar as respostas à nossa sociedade”, completou.
Saiba mais!
A previsão orçamentária do Funcep-PB para este ano é de aproximadamente R$ 162 milhões e, no início deste mês, o governador João Azevedo sancionou lei que autoriza o uso do Funcep-PB para combater epidemias no Estado.
O projeto nº 439/2020, de autoria da deputada Pollyanna Dutra, já foi protocolado na Casa de Epitácio Pessoa e deverá ser votado na próxima Sessão Extraordinária da Assembleia Legislativa da Paraíba, prevista para acontecer nesta quarta-feira (27).
Repórter PB