Publicidades

Hospital troca corpos e mulher é enterrada no lugar de homem


Uma família recebeu o corpo de um parente, que morreu com Covid-19, por engano, em Patos, no Sertão da Paraíba. De acordo com uma nota emitida pelo Hospital Regional da cidade, houve um erro na identificação de dois pacientes que morreram na unidade hospitalar, fato que ocasionou a troca dos cadáveres. A assessoria de comunicação do hospital informou que será aberta uma sindicância para apuração dos fatos.
O caso ocorreu no último domingo (10), quando o necrotério do hospital trocou o cadáver de um idoso que morreu com coronavírus, por o de uma idosa que estava internada na área vermelha da unidade hospitalar e morreu sem os sintomas da Covid-19.
O hospital se solidarizou com as famílias dos pacientes mortos, esclarecendo que vai solucionar o caso, descobrir qual foi o erro e quem o cometeu, para que sejam aplicadas as devidas punições.

Veja a nota: 

“O Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) esclarece que já abriu sindicância para apurar o caso de troca de corpos ocorrido em seu necrotério. Reitera ainda que segue protocolos rígidos de identificação de corpos após atestado de óbito ocorrido na unidade.
Não fugiu aos procedimentos a identificação de dois pacientes que vieram a óbito no último dia 10/05: o de uma senhora, ocorrido na área vermelha, e de um senhor, no isolamento Covid. Em ambos os casos, a equipe de Enfermagem seguiu a rotina e fez as identificações duplas, ou seja, tanto no próprio corpo, através de fitas adesivas, quanto no involucro, como determina o protocolo.
Reiteramos que a sindicância apurará os fatos até para que não pairem dúvidas sobre esse lastimável acontecimento. Também nos solidarizamos às famílias dos mortos, com a consciência que fizemos o que teve ao nosso alcance para que eles tivessem a melhor assistência em suas necessidades. Às famílias, nossa solidariedade e sentimento de pesar e à disposição para juntos descobrirmos quem gerou esse lamentável acontecimento”.