Publicidades

levam em consideração a pandemia e aumentam os salários


Em meio a uma pandemia devido ao Covid-19, vereadores da Câmara Municipal de Passagem causam revolta na população do Município, que tem apenas 2.500 habitantes (dados do IBGE) ao aumentar seus próprios salários. Isso aconteceu em maio mas só agora a informação vazou e veio à tona.

Na Paraíba, Passagem, que fica a 270km da Capital, faz parte da Região Metropolitana de Patos e encontra-se em estado de calamidade pública por causa do novo coronavírus e das dificuldades que o setor de saúde enfrenta.
Nos municípios de Santa Luzia e Piancó os parlamentares também reajustaram seus salários gerando indignação nos habitantes.

O aumento foi registrado na sessão ordinária do dia 2 de maio na Câmara Pedro Ferreira de Freitas, em Passagem, onde os vereadores aprovaram seus subsídios em mais de 33%, passando de R$ 4 mil para R$ 5 mi, já para receber em janeiro de 2021. Já o presidente da Casa vai embolsar R$ 7.500.

Pelo projeto aprovado, o prefeito passa a receber de R$ 8 mil para R$ 12 mil, tendo um aumento de 50%. O vice-prefeito passa a ganhar R$ 6 mil enquanto que os secretários R$ 4 mil. Agora a proposta, para entrar em vigor, precisa que o gestor sancione. O aumento é constitucional.

Em 8 de abril de 2020, A  Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, em sessão extraordinária realizada de forma remota a homologação do estado de calamidade pública em de 164 municípios paraibanos, em decorrência da pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19) e o município de  Passagem está incluído na lista.


Fonte