Publicidades

Prefeitura de Paulista prorroga medidas de isolamento social até 31 de maio



Veja AQUI o decreto na integra

A prefeitura de Paulista prorrogou até o dia 31 de maio o decreto que determina o isolamento social na cidade. O decreto com a prorrogação foi publicado nesta segunda-feira, 18 de maio, na edição 4.549 do Diário Oficial do Município, e traz também novas determinações sobre   o funcionamento de lojas e outros estabelecimentos comerciais que poderão funcionar, exclusivamente por meio de serviço de entrega de mercadorias (delivery), sendo, vedado, em qualquer caso, o atendimento presencial de clientes dentro das suas dependências.

Os restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres poderão funcionar exclusivamente para entrega em domicílio (delivery) e como pontos de coleta pelos próprios clientes.

Entre as justificativas para prorrogar as medidas de prevenção ao novo coronavírus por meio do isolamento social, o decreto aponta o crescente aumento da quantidade de casos diagnosticados em todo o território nacional, nas cidades circunvizinhas, bem como os primeiros casos positivos para COVID-19 no município de Paulista-PB.

De acordo com o decreto, ficam mantidas as práticas de distanciamento social, como forma de evitar a transmissão comunitária do COVID-19, bem como a necessidade de intensificar as medidas de restrição previstas no Decreto Estadual 40.135 de 20 de março de 2020.

Também fica proibida a realização de missas, cultos e quaisquer cerimônias religiosas, em todo o território municipal, até o dia 31 de maio de 2020. No mesmo período também ficam suspensas as atividades da construção civil e continua a obrigatoriedade da utilização de máscaras de proteção facial, em todos os espaços públicos e estabelecimentos comerciais, ainda que produzida de forma artesanal ou caseira.

O decreto ainda determina que os estabelecimentos públicos e privados não permitam o acesso e a permanência no interior das suas dependências de pessoas que não estejam usando máscaras de proteção facial, o descumprimento ensejará aplicação de multa de R$ 100,00 (cem reais) por cada pessoa encontrada sem máscara no interior do estabelecimento.

Veja AQUI o decreto na integra