Publicidades

Ministério da Cidadania faz levantamento de quem recebeu auxilio emergencial indevido

O Presidente da Caixa Econômica,  Pedro Guimarães, esclareceu que a análise da documentação dos candidatos ao auxílio é feita pela DataPrev e o Ministério da Cidadania, cabendo a Caixa apenas evitar fraude na retirada do benefício, com o uso, por exemplo, de documentos falsos.

A Caixa informou que é possível  que pessoas tenham recebido valores sem ter feito a solicitação, principalmente se elas, em algum momento, se inscreveram no Cadastro Único de Assistência Social.

O Ministério da Cidadania está fazendo levantamento de quem recebeu o benefício indevidamente. A devolução voluntária dos valores pode ser feita no site devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br .        

Foram consideradas inelegíveis, para receber o pagamento pelo governo, 42 milhões de pessoas. Dessas, 5 milhões estão em reanálise. Outras 5 milhões de pessoas ainda aguardam a análise inicial dos cadastros.

A Caixa informou que outros 2 milhões e 800 mil trabalhadores receberam recursos de R$2,7 bilhões do benefício emergencial, para a  preservação do emprego. Esses trabalhadores tiveram jornada de trabalho reduzida ou o contrato de trabalho suspenso, como previsto em medida provisória editada pelo o Governo Federal.

A Caixa também informou que até o momento já foram realizados empréstimos para micro e pequenas empresas no valor de R$ 6 bilhões e 54 mil operações de crédito.
FONTE: Ascom