Publicidades

Geriatra paraibano explica sinais de alerta para sintomas de Covid-19 em idosos e dá dicas de como se prevenir


Os idosos são o grupo mais vulnerável a todas as doenças infecciosas, e essa realidade os deixa na faixa dos que mais têm complicações entre os infectados pelo novo coronavírus. Mais de 30% dos óbitos que ocorrem pela doença no Brasil são de idosos e é uma característica da própria população, segundo explica o geriatra Arnaldo Viegas onde destaca que para ter um envelhecimento saudável é preciso construir hábitos saudáveis da juventude à velhice.

“Sempre comparo o envelhecimento saudável a uma poupança. O envelhecimento saudável não começa na terceira idade. Se a gente não se cuida muito, não tem uma alimentação correta e balanceada, não tem tempo de praticar exercícios ou dedicar-se a uma atividade de lazer, provavelmente, não terá um capital de vida para usufruir nessa fase. Por isso, a prática de exercícios físicos, uma alimentação balanceada, o aprendizado de coisas novas e o otimismo em relação à vida é imprescindível em qualquer idade”, afirmou o geriatra paraibano.

De acordo com a pesquisa “Benefícios econômicos da expansão do saneamento básico – 2018”, realizada pelo Instituto Trata Brasil em parceria com a Exante Consultoria, e apoio da Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto (ABCON), longevidade da população também depende de saneamento básico. “Os casos de câncer, ataque cardíaco e AVC não deixaram de existir. Aconselho aos familiares, a continuar o tratamento dos idosos, no entanto, só se dirijam ao hospital em uma situação emergencial, consultando o médico de sua confiança”, pontuou o médico.

PB Agora