Publicidades

Governo da Paraíba lamenta morte de Manelito Vilar e enaltece seu trabalho no desenvolvimento da economia paraibana


O Governo da Paraíba lamentou por meio de nota a morte de Manelito Vilar. Manelito morreu nesta terça-feira (28), em Campina Grande, devido a complicações de uma cirurgia de vesícula. 

Na nota, o governo agradeceu  à dedicação e trabalho prestado por Manelito ao desenvolvimento da economia paraibana, por meio da caprinocultura.

Manelito Dantas Vilar era engenheiro civil e professor aposentado da área de Hidrologia da Universidade Federal da Paraíba, mas após a morte do pai, abandonou a vida profissional/urbana para dedicar-se totalmente às fazendas da família. Pioneiro, tornou a fazenda uma referência em todo o país.

Veja a nota
O Governo do Estado manifesta pesar pela morte do engenheiro e pecuarista Manoel Dantas Vilar Filho, conhecido como Manelito Dantas, ocorrida nesta terça-feira (28).

Manelito era engenheiro de formação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e na sua trajetória de vida se destacou como fomentador da caprinocultura na Paraíba, levando o trabalho realizado na sua fazenda Carnaúba, no município de Taperoá, no Cariri paraibano, a ser reconhecido nacionalmente, principalmente na produção de queijos, os quais receberam diversos prêmios.

Neste momento de dor, o Governo do Estado expressa solidariedade aos familiares, ratificando voto de pesar e agradecimento à dedicação e trabalho prestado por Manelito ao desenvolvimento da economia paraibana, por meio da caprinocultura.