Publicidades

Polícia resgata 18 cobras em uma semana na Paraíba


O Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) resgatou dezoito serpentes que apareceram em ambientes urbanos, do dia 5 até esse domingo (12), nas cidades de João Pessoa, Patos, Bayeux, Cabedelo, Conde e Lucena. Em todos os casos, nenhuma pessoa ficou ferida e nenhum animal saiu machucado. As cobras foram devolvidas ao habitat natural.
O comandante do BPAmb, tenente-coronel Melquisedec Lima, disse que a população tem seguido todas as orientações para casos como esses. “Aqui vai nosso agradecimento ao papel da população, que tem seguido todos os procedimentos adequados para uma situação como essa de se deparar com os animais, que é não tentar pegar, ficar mantendo apenas o contato visual e ligar para a Polícia Militar. O resultado disso é que nenhuma pessoa foi ferida e nenhum animal saiu machucado, na última semana”, destacou.
A maioria das cobras resgatadas era composta por jiboias, mas também foram encontradas cobra-cipó, corre-campo e muçurana. A Capital lidera o ranking de resgates, com 12 casos. Em Bayeux foram dois e nos outros município foi um caso cada.
Aparecimentos devem diminuir
Com a diminuição das chuvas, o aparecimento desses animais tende a diminuir. Segundo a polícia, a situação foi provocada por essa alternância de dias chuvosos com dias de sol, por elas serem consideradas ‘animais de sangue frio’ (aqueles que não são capazes de regular a temperatura do próprio corpo).
O resgate que é feito pelo BPAmb, através de chamados pelo número 190, garante a ação especializada para esse tipo de situação. Quem tenta matar os animais, além do risco que isso traz, pode responder pelo crime do artigo 29 da lei Nº 9.605, de 12 de Fevereiro de 1998, cuja pena é de detenção de seis meses a um ano e multa.
Portal Correio