Publicidades

Padre paraibano diz que até cabaré abriu enquanto a igreja ficou fechada, causa grande repercussão

O padre Luiz, da Paróquia de Santo Onofre, fez um sermão no último domingo (16), durante a missa reclamando do comportamento de parte da população que quebrou o isolamento social e vem promovendo a aglomeração de pessoas, sem se importar com a pandemia do novo coronavírus.
 
Ele lembra das mais de 107 mil mortes registradas no último final de semana em decorrência da Covid-19 e questiona se essas pessoas não se importam com as vidas ceifadas.

O pároco subiu o tom e disse que no Junco do Seridó, Região Metropolitana de Patos, até o cabaré abriu ao passo que a igreja permanecia fechada para cooperar com as medidas de isolamento decretadas pelo prefeito, Kleber Medeiros, a fim de prevenir e combater o coronavírus.

“Aqui no Junco até o cabaré abriu. Onde é a terra que cabaré é serviço essencial?”, esbraveja o religioso, aconselhando que as esposas fizessem um serviço bem feito quando os maridos chegassem do antro de prostituição.

Por fim, o cura disse que não iria cumprir mais nenhum decreto da Prefeitura mandando fechar a igreja e conclui lembrando que a igreja está tomando todas as medidas necessárias de distanciamento social para evitar que os fiéis contraiam a Covid-19.

Veja o vídeo:

Fonte Heleno Lima