Publicidades

Falta de investimentos na Educação resulta em queda no IDEB do município de Areia

 


O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgado nesta terça-feira (15) pelo Ministério da Educação (MEC), aponta uma má notícia para o município de Areia, a terra da cultura.

Embora o ensino fundamental dos anos iniciais tenha melhorado no Brasil, a qualidade da educação piorou na cidade que ensinou o Brejo a ler.  O resultado do IDEB 2019 mostra queda do desempenho dos alunos areienses, a nota atingida pelas escolas municipais foi de 4.1, sendo que era de 4.7 a meta projeta pelo Ministério de Educação.

Além de não atingir a meta, Areia também caiu na qualidade do ensino em comparação ao ano 2017 que atingiu 4.2.

O fraco desempenho de Areia na avaliação do Ministério da Educação é resultado de uma gestão que enfrentou muitos atritos com a comunidade escolar, promovendo perseguição política aos professores, sendo muitos deles transferidos de escolas onde já lecionavam há anos, além da desvalorização do magistério com o prefeito negando o aumento anual aos professores por três anos consecutivos.

A gestão do prefeito João Francisco (PSDB) também foi destaque nacional pelo fechamento de escolas na Zona Rural, foram pelo menos 15 unidades de ensino fechadas sob o comando da atual secretária de educação.

Outro fator lamentável da gestão, foi o conflito com a comunidade escolar e falta de diálogo com a sociedade, além da arbitrariamente no fechamento de escolas que só foram reabertas por ordem judicial, a exemplo do caso da escola Maria Emília Maracajá, onde os alunos da Zona Rural tiveram que assistir aulas embaixo de uma lona após ser proibida a entrada de professores e estudantes na escola que teve as atividades encerradas sem aviso prévio.

“O IDEB é apenas um reflexo do que vive a educação municipal, uma educação de fachada, onde impera a lei do silencio”, disse uma professora do município.

Veja o IDEB de Areia:



Portal do Litoral