Publicidades

Um dia após enterro, jovem faz descoberta apavorante dentro da sepultura da namorada

Uma adolescente de 16 anos de idade, chamada Neysi Perez, moradora de La Entrada, em Honduras, foi dada como morta e enterrada após sofrer um ataque cardíaco no meio da noite. Todas as pessoas mais próximas participaram da cerimônia de despedida da jovem.

 Quando todos se preocupavam nos dias de luto que se seguiriam logo em seguida, Rudy Gonzales, namorado da moça, voltou ao cemitério um dia após o enterro e afirmou ter ouvido barulhos estranhos dentro do local onde Neysi foi enterrada. Rapidamente, Rudy acionou a segurança do local, em busca de uma confirmação de que, de fato, haviam ruídos vindo de dentro da sepultura.

Além dele, os seguranças do local e também os coveiros confirmaram a informação e se disseram assustados com os ruídos.  Familiares foram chamados para permitirem a abertura do caixão, o que acabou por constatar que Neysi supostamente foi enterrada viva. Porém, a demora para abrir a urna prejudicou o salvamento e reduziu suas chances de ser retirada do local com vida após um dia enterrada.

Ao abrir o caixão, o vidro estava rachado e na mão da jovem havia um corte, o que confirmaria que em um momento de desespero ela teria batido no vidro tentando sair. Neysi foi levada ao hospital, onde tentaram reanimá-la, porém, sem sucesso. A moça não resistiu, foi novamente dada como morta e acabou sendo enterrada no mesmo lugar onde foi sepultada pela primeira vez.

Mesmo com as provas apresentadas pelo namorado e pela família, os médicos mantiveram o argumento de que a jovem havia sido enterrada morta e que os barulhos seriam uma farsa montada por Rudy, porém, não conseguiram explicar o vidro quebrado e o corte na mão de Neysi.

Fonte: R7