Publicidades

Gás de cozinha já é vendido a R$ 105 em Campina Grande

 



O Procon Campina Grande, em pesquisa de preços mensal, revelou que o campinense pode encontrar o botijão de 13 kg do gás de cozinha a preços que variam entre R$ 61 e R$ 105. O menor preço está sendo praticado por um estabelecimento localizado no bairro Sandra Cavalcante. Já o mais caro é vendido no bairro do Catolé. O levantamento de preços ocorreu no dia 20 deste mês, em 25 estabelecimentos comerciais do município. Veja aqui a pesquisa completa.

Preço além do previsto

O reajuste mais recente do gás de cozinha foi anunciado pela Petrobras no último dia 20 de outubro. A estatal considerou a variação do mercado internacional para o aumento. Este foi o oitavo aumento aplicado sobre o botijão de 13 kg no ano de 2020.

Na ocasião, de acordo com o presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado da Paraíba (Sinregás), Marcos Antonio Bezerra, o preço do botijão deveria passar a variar entre R$ 80 e R$ 85.

Água mineral

Com relação ao preço do galão de 20 litros de água mineral das marcas Indaiá, Savoy, Santa Vitória e Sublime, a equipe de pesquisa do Procon observou também uma grande diferença de preços entre os locais visitados.

A água mineral Santa Vitória pode sofrer uma variação de até 62,16%, sendo encontrada a preços que vão de R$ 3,70 até R$ 6. Já a Savoy variou em 50% e o consumidor pode encontrar essa marca por preços que oscilam de R$ 4 até R$ 6. A marca Indaiá apresentou diferença de preços de 37,5% e a Sublime 25%.