Publicidades

Vacina do Butantã contra a covid-19 é segura; São Paulo apresenta dados nesta segunda

 


A candidata a vacina contra a covid-19, Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantã, em parceria com a chinesa Sinovac, será anunciada pelo governo de São Paulo, nesta segunda-feira (19). O produto se mostrou seguro em testes com 9 mil voluntários brasileiros, comprovando os resultados da pesquisa anterior com 50 mil participantes chineses. A informação é do jornal Estadão.

Os dados da eficácia devem ser divulgados entre novembro em dezembro, o que atrasa a previsão do governador do estado, João Doria, de iniciar a imunização ainda este ano.

De acordo com o diretor do Butantã, Dimas Covas, foi concluída esta semana só a primeira etapa do estudo, com 9 mil pessoas, os testes com os 13 mil voluntários não foram finalizados e a análise de eficácia ainda não pode ser feita. Além disso, ele destacou que mesmo nesse grupo, nem todos tomaram as duas doses ainda, o que deve ocorrer até o fim do mês. Porém, Covas afirma que os dados de segurança dessa etapa são muito parecidos com os chineses, onde 90% dos voluntários não tiveram eventos adversos.

A respeito da eficácia da vacina, os dados só estarão disponíveis entre novembro e dezembro, pois dependem da ocorrência de um número mínimo de infecções por covid-19 entre os voluntários. O número mínimo para uma primeira análise no estudo da Coronavac é de 61 contaminados, o que de acordo com o diretor, ainda não foi atingido. Caso não seja possível chegar a uma conclusão com 61 casos, será preciso esperar ter 151.

Clique aqui para ler a reportagem completa