Publicidades

Irmã de prefeita e ex-vice de São Domingos brigam no meio da rua em Pombal; VEJA VÍDEOS

 


A eleição acirrada e o resultado apertado na votação do último domingo (15) em São Domingos – a candidata Adeilza foi eleita prefeita com apenas 20 votos de maioria – ainda apresentam rescaldos entre correligionários das duas coligações, e mais um episódio de confronto foi registrado no início da tarde desta quinta-feira (19), em Pombal, tendo como envolvidos a Secretária de Saúde daquele município, Rita de Cássia – que também é irmã da atual prefeita Odaísa – e o ex-vice-prefeito Aroldo Nóbrega, que foi coordenador de campanha de Leonardo Nóbrega, adversário do atual grupo político local.

Os dois foram às vias de fato no estacionamento de uma farmácia, às margens da BR 230, e o caso registrado na delegacia de polícia civil pelas duas partes.

Imagens de câmeras de segurança do local (veja abaixo) mostram Aroldo estacionando seu carro no estabelecimento, quando Rita para atrás e se dirige em sua direção, falando algo. Em poucos segundos, os dois começam a brigar, sendo que Aroldo é atingido com um tapa no rosto e chega a empurrar a Secretária, que cai na avenida.

A Secretária contou à polícia que o caso teve início ainda na BR 230, quando a mesma retornava de São Domingos em um carro e teria sido “trancada” pelo veículo de Aroldo.

Segundo Rita, ela o seguiu para saber quem se tratava e quando ele estacionou na farmácia foi se informar do motivo da atitude, momento em que Aroldo teria dito “você ainda não viu nada o que eu tenho para fazer com você”, tendo ela questionado “por que você não faz agora?”, iniciando o confronto físico entre os dois.

Rita disse que pretende representar o político por lesão corporal e ameaça.

AROLDO:

Na manhã desta sexta-feira  (20), Aroldo encaminhou ao Blog sua explicação sobre o episódio (leia abaixo):

“Contra fatos não há argumentos. A versão dita pela secretária não é verdadeira. São alegações de uma agressora tentando se passar por vítima. As imagens são claras. Ocorre que, Ela vinha seguindo meu carro, esperando um momento para me atacar. Essa história de “tranca”, não tem fundamento. Eu estava vindo de Sousa em direção a Pombal, porém, no contorno que dá acesso a São Domingos havia um carro parado. Esse carro me seguiu e ultrapassou, quase colidindo com o meu. Naquele momento não pude identificar quem era, mas nada de anormal havia acontecido. Só depois do ocorrido foi que eu associei o carro do contorno com quem o conduzia. Não tenho históricos de agressão, em contrapartida, não podemos dizer o mesmo da Secretária de Saúde de São Domingos. Como não dei início a nenhum tipo de agressão, tendo apenas me defendido, representarei a agressora, civil e penalmente, para que sirva de exemplo”.

Blog do Naldo Silva