Publicidades

Família de Zé Maranhão, políticos e autoridades repudiam gesto obsceno feito por Ney Suassuna durante entrevista em que abordava a saúde do líder do MDB na PB


 Continua repercutindo o vídeo do suplente de senador que está hoje na titularidade do cargo, Ney Suassuna (Republicanos), que estirou o dedo médio durante entrevista ao vivo onde abordava a saúde do senador José Maranhão (MDB), que luta contra comorbidades decorrentes da covid-19.

O gesto deu o que falar na tarde dessa quarta-feira (20) e tanto a família de Zé Maranhão como políticos e autoridades repudiaram o ato.

A família de Maranhão, em nota assinada pela filha, Alice Maranhão, tachou de ato desumano o gesto de Ney e ainda afirmou que todas as vítimas da covid-19 se sentiram ultrajadas por tal gesto.

A senadora Daniella Ribeiro (Progressistas) também repudiou o ato e em nota se solidarizou com Zé Maranhão, sua família, e disse que o gesto de Ney foi deplorável e inaceitável.

Nota

A senadora Daniella Ribeiro (Progressistas) se solidariza com o senador José Maranhão (MDB) e com os seus familiares pelo lamentável fato registrado ontem, ao vivo, durante uma entrevista na TV Correio, na qual o suplente de senador Ney Suassuna fez um gesto deplorável e inaceitável quando se referiu a Maranhão.

Daniella reforça que deseja o restabelecimento da saúde do colega senador, internado desde novembro lutando contra a covid-19, e ressalta a importância de Maranhão para a história política da Paraíba. “Declaro minha irrestrita solidariedade ao senador e continuo em oração pela sua recuperação e retorno ao nosso convívio. Esse fato lamentável não representa o sentimento da Paraíba por Maranhão”, declarou.

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) também externou sua indignação.

“Durante entrevista no programa Correio Debate, na TV Correio/Record, o suplente de Senador, decerto deslumbrado de que sua imagem estava sendo transmitida ao vivo em áudio e vídeo, proferiu um gesto obsceno com as mãos ao ser indagado sobre o que esperava sobre a recuperação do estado de saúde do senador José Maranhão e se os demais colegas de Senado estavam sentindo sua falta no Legislativo em razão do licenciamento para tratamento.

É de conhecimento público e notório que o Senador José Maranhão se encontra em fase complicada de recuperação, internado em UTI, após ter sido acometido da Covid-19, de sorte que o reprovável, antiético e absurdo gesto praticado pelo suplente Ney Suassuna configura uma gravíssima agressão ao nosso presidente – e aos eleitores paraibanos – que tanto bem já fez e ainda fará ao nosso Estado e à nossa Nação, sendo desnecessário narrar aqui sua trajetória ou o espírito benfazejo deste grande homem público, pelo que nos solidarizamos integralmente com nosso Senador seus familiares neste momento tão difícil.

Além disso, tal gesto também revela um nefasto sentimento contra as milhares de vítimas brasileiras que tentam se recuperar, afora as que não resistiram, deste malfadado vírus que transformou a face do planeta–postura jamais esperada de qualquer ser humano, tampouco de alguém que ostenta, mesmo como suplente, uma representatividade popular.

Desta forma, nosso partido manifesta sua solidariedade ao senador José Maranhão e aos seus familiares e amigos, além de repudiar o ato praticado pelo suplente Ney Suassuna, esperando que atitudes deste jaez jamais se repitam, tampouco num momento em que todo o país precisa de atos de solidariedade e bondade, numa corrente positiva para que ultrapassemos esta quadra tão difícil da nossa história”.

A presidente da Academia Paraibana de Letras, Ângela Bezerra de Castro também criticou duramente o senador Ney Suassuna.

“O gesto que levou Ney Suassuna ao centro das notícias de hoje está abaixo de qualquer nível de dignidade. Define, com propriedade, sua figura execrável” disse.

O radialista Nilvan Ferreira (MDB), que disputou a prefeitura de João Pessoa nas últimas eleições, ficando em 2º lugar, foi um dos primeiros a repudiarem o ato do suplente de senador.

“Prestem atenção como alguns personagens da política são uma farsa. Vivem de enganar as pessoas, são atores farsantes. Olhem o gesto que o senador Ney Suassuna faz quando comenta sobre a recuperação do Senador José Maranhão. Ele esqueceu que estava sendo filmado na hora da entrevista. Esse tipo de gente não tem estima pela vida das pessoas. Tratam os assuntos olhando pelo lado do poder” escreveu em suas redes sociais.

Vale ressaltar que logo após o vídeo começar a repercutir a assessoria de Ney Maranhão divulgou nota onde afirma que o gesto não foi feito para José Maranhão. De acordo com Ney, ele teria usado a mão direita para reclamar “da entrada de um assessor na sala onde concedia a entrevista”.